Já chega a 19 km o congestionamento no Anel Rodoviário, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, causado pelo tombamento de um caminhão que transportava gás de cozinha. O trânsito está parado no local desde às 12h desta terça-feira (21) e não há previsão de melhora, já que a pista, sentido Vitória, ainda não foi liberada. 

De acordo com a Via 040, que administra o trecho da rodovia, a fila de carros está desde o bairro Betânia, na região Oeste de Belo Horizonte até o bairro Jardim Canadá, em Nova Lima.

Desde o início do congestionamento, a Via 040 abriu uma “passagem de contingência" no centro das pistas, para permitir que os veículos, que seguiam sentido Vitória, trafegassem pela contramão, na pista sentido Rio de Janeiro. 

O início da passagem está localizada no km 541 e a retomada da mão é feita no km 538, próximo ao viaduto da Via do Minério. 

Ainda conforme a concessionária, para a remoção do veículo e limpeza da via, a carga deve ser transferida pela empresa de transporte responsável.

Acidente 

No início da tarde desta terça-feira (21), um caminhão tanque carregado com 29 mil litros de gás GLP (de cozinha), tombou no Anel Rodoviário, no km 540, próximo ao bairro Buritis, região Sul de Belo Horizonte. Não houve feridos.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, três equipes foram deslocadas para atender o chamado. Segundo a corporação, há risco de vazamento de gás e explosão. Para evitar que isso aconteça, a equipe realiza procedimento de resfriamento do tanque.

Leia também
BH precisa de mais de 500 médicos e não nenhum profissional cadastrado, diz secretário
Metrô de BH deverá funcionar em escala mínima a partir de quinta; funcionários estarão de greve