Minas Gerais espera ter toda a população totalmente vacinada contra a Covid-19 até fevereiro de 2022, mês em que se celebra o Carnaval. No entanto, diante da presença da nova variante Ômicron no Estado, a realização da festa ainda segue em dúvida.  

Na manhã desta terça-feira (21), durante entrevista, o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, afirmou que Minas segue dando “um passo de cada vez” e que, com a antecipação da aplicação do reforço, de cinco para quatro meses, a esperança é que boa parte da população também esteja imunizada com a terceira dose até lá. 

“Talvez até as crianças de 5 a 11 anos estejam vacinadas. Mas a realização do Carnaval depende de como a Ômicron vai se comportar no nosso Estado e de como estaremos mais próximos da data. Eu estou otimista em relação ao padrão vacinal dos mineiros, estaremos em um momento muito importante em que todos já terão tido a oportunidade de ter tomado o reforço e estar vacinado”, disse em entrevista concedida à TV Globo. 

Em Minas, diversos municípios, incluindo Belo Horizonte e cidades históricas, já se posicionaram contra a realização do Carnaval, cancelando a festividade para o ano que vem. 

Leia mais:
Cidade do Sul de Minas confirma quatro casos por transmissão comunitária da variante Ômicron
Secretário de Saúde de BH enfatiza que realização do carnaval 2022 não é recomendável
Ouro Preto cancela Carnaval de 2022, proíbe blocos de rua e festas em repúblicas e sítios