O Comitê de Enfrentamento à Epidemia da Covid-19 de Belo Horizonte foi homenageado nesta sexta-feira (17), durante a apresentação do balanço da Saúde em 2021 feito pela PBH. 

Dos infectologistas do Comitê, apenas Carlos Starling não estava presente. Os médicos Unaí Tupinambás e Estevão Urbano receberam uma placa das mãos do secretário municipal de Saúde, Jackson Machado, que é o coordenador do grupo. André Reis, secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão, também froi contemplado. "Embora  não seja membro do Comitê, mesmo assim, nos prestou muita ajuda", afirmou Machado.

O prefeito Alexandre Kalil (PSD) também recebeu a homenagem. Para o secretário de Saúde, o líder do executivo municipal ficou com o trabalho mais difícil de toda a gestão da pandemia da Covid. 

Depoimentos

Durante a cerimônia, sete profissionais de saúde de Belo Horizonte contaram suas experiências durante os últimos dois anos de pandemia. Em sua fala, o gerente da central de internações, André Alves contou sobre como a estratégia para a metodologia de leitos de enfermarias e UTIs foi essencial para o controle da Covid na cidade.

"Eu me lembro de um momento em que a pandemia já estava bem adiantada e que não havia mais lugares para abrir leitos nos hospitais. Fizemos uma reunião para pensar como faríamos e foi uma reunião de choro, em que ninguém sabia onde colocar mais leitos. E, a partir daquela semana para frente, a gente começou a ter a queda", relembrou André.

Leia mais

BH faz repescagem de segunda dose da Pfizer para pessoas entre 12 e 30 anos; confira calendário

Com 20 mil pessoas com dose em atraso, Betim faz mutirão de vacinação contra a Covid neste sábado