Ocupação hipermercado ação MLBAção denuncia a fome e a miséria no país

Famílias das ocupações urbanas e das periferias de Belo Horizonte ocuparam, nesta quinta-feira (16), um hipermercado na Área Hospitalar, no bairro Santa Efigênia, na região Leste da capital. A ação fez parte da campanha de Natal Sem Fome, do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB).

Durante o protesto os manifestantes denunciaram a fome no Brasil. Entre os gritos pelo fim das injustiças sociais, os ocupantes levantaram uma faixa com dizeres contra a miséria.

Em entrevista ao Hoje em Dia, o cineasta e coordenador do movimento em Minas, Edinho Vieira, explicou um pouco sobre as reivindicações. “O ato também é para denunciar a situação que o povo pobre tem vivido no Brasil. São mais de 20 milhões de pessoas na extrema pobreza, mais da metade da população vive em algum grau de insegurança alimentar. São situações bem difíceis que essas pessoas têm vivido”.

Segundo o MLB,o ato aconteceu em outras cidades do país como Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Belém, no Pará, e Salvador, Bahia. Além de evidenciar a situação em que muitas pessoas vivem, o objetivo do movimento é conquistar cestas básicas para as famílias mais carentes nesse Natal.

Conforme Vieira, ao final da ação o grupo se reuniu com a administração do supermercado para o arrecadamento das cestas de alimentos.

Leia também
Impasse no reajuste: Kalil diz que valor da tarifa de ônibus vai ser definido pela Justiça
Pesquisa Datafolha aponta Lula com 26 pontos à frente de Bolsonaro