O funcionamento da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) retornará ao modelo de participação semipresencial dos parlamentares nas atividades de Plenário e de Comissões. A medida, anunciada em nota na noite desta segunda-feira (13), foi motivada pelo avanço da variante Ômicron do coronavírus.

O funcionamento administrativo será mantido mediante escalas de trabalho.

De acordo com a nota emitida pela ALMG, os indicadores da Covid-19 e a progressão da imunização de servidores, trabalhadores terceirizados e parlamentares são monitorados constantemente. Novas medidas sanitárias poderão ser avaliadas e implementadas a qualquer momento.

Leia mais:
Fiocruz lança cartilha com orientações para natal e réveillon seguros
Taxa de transmissão da Covid-19 retorna ao nível verde em Belo Horizonte