Quase 16% das brasileiras estão sem trabalho, enquanto cerca de 10% dos homens passam pela mesma situação, segundo pesquisa do IBGE, divulgada no fim de novembro deste ano. Diante do desemprego e da instabilidade econômica vivenciada no país, os aplicativos de viagem têm sido uma alternativa de ocupação e renda para milhares de pessoas.

Em Belo Horizonte, o o aplicativo Lady Driver, que é dedicado exclusivamente ao público feminino, está selecionando parceiras interessadas em dirigir para a plataforma. E a atividade pode ser uma boa opção de independência financeira para as mineiras no próximo ano.

“É uma boa oportunidade de ocupação, sobretudo para mães, que chamamos de ‘mãetoristas’, pois irão trabalhar com flexibilidade de horários, tranquilidade e segurança, garantindo o aumento de renda para a família”, diz a empresária Stephania Sousa, uma das sócias da licença do Lady Driver em Belo Horizonte e Região Metropolitana.

Cadastro das motoristas

Para orientar e tirar as dúvidas das mulheres que têm interessae em se tornar motoristas do aplicativo, colaboradores da empresa estarão em dois hipermercados de BH nas terça (14), quarta (15) e quinta-feira (16). Podem se cadastrar motoristas que tenham carteira de habilitação categoria B com EAR (Exerce Atividade Remunerada), celular Android, carro do ano 2011 ou superior, com 4 portas, 5 lugares e ar-condicionado. 

Confira abaixo os locais e horários:
Terça-feira (14) e quarta-feira (15): Carrefour Pampulha - das 10h às 12h e das 14h às 16h.
Quinta-feira (16): Extra BHZ Centro, das 10h às 12h horas e das 14h às 16h.

A interessada deve entrar no Google Play e baixar o aplicativo Lady Driver para fazer o cadastramento. Feito o cadastro, as motoristas receberão acompanhamento e treinamentos periódicos.

No momento, o serviço ainda não pode ser solicitado pelas passageiras. Assim que estiver disponível, o Lady Driver irá atender as cidades da Grande BH, como Nova Lima, Confins, Lagoa Santa, Contagem, Betim, Mário Campos, Sarzedo e Sete Lagoas.

Leia também:
Documento de licenciamento de veículo volta a ser obrigatório a partir de janeiro em Minas
Preço médio da mensalidade escolar em BH pode ficar até 12% mais caro em 2022, mostra pesquisa