Segundo o primeiro-ministro britânico Boris Johnson, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (13),um paciente morreu no Reino Unido depois de contrair a variante Ômicron do coronavírus. É o primeiro óbito no mundo em decorrência dessa cepa.

"Infelizmente, foi confirmado agora que ao menos um paciente morreu com Ômicron", informa Johnson em coletiva de imprensa.

O primeiro-ministro acredita que a ideia de que a cepa "é, de alguma maneira, uma versão mais branda do vírus é algo que precisamos deixar de lado". Para ele, é preciso reconhecer que a variante está se disseminando em ritmo intenso entre a população.

Vale lembrar que Boris Johnson impôs restrições sanitárias mais severas no país a partir dos primeiros casos da Ômicron, em 27 de novembro. No último domingo (12), o premiê britânico pediu às pessoas que aceitem as vacinas de reforço para evitar sobrecarregar o sistema de saúde do Reino Unido.

Quem também concorda com o primeiro-ministro é o secretário britânico da Saúde, Sajid Javid. De acordo com ele, a Ômicron está se disseminando em ritmo acelerado e que, no momento, ela já representa cerca de 40% das infecções por Covid-19 apenas em Londres.

Leia também:
Minas vai receber mais 323 mil doses da Janssen nesta terça
Anvisa pode liberar vacinação contra Covid para crianças de 5 a 11 anos, diz secretário de Saúde
Minas investiga quatro casos suspeitos da variante Ômicron do coronavírus