A Polícia Civil de Sacramento, no Alto Paranaíba, investiga um caso de estelionato praticado contra a Santa Casa de Misericórdia do município. Um administrador da unidade de saúde registrou a ocorrência na segunda-feira (6), alegando prejuízo de mais de R$ 580 mil. Segundo ele, diversas transferências tinham sido feitas via PIX e TED, mas não eram reconhecidas pelos profissionais e responsáveis pelo hospital. 

Duas contas da instituição teriam sido usadas para as transferências. Foram cinco movimentações em cada, com valores que partiam de R$ 49 mil até R$ 80 mil por transação. O dinheiro, segundo o administrador da Santa Casa, vem de recursos públicos destinados à Saúde.

Na terça-feira (7), a unidade foi às redes sociais comunicar o acontecido. "A Santa Casa de Misericórdia de Sacramento-MG, serve-se do presente para informar que infelizmente em uma ação de rotina, foi vítima de golpe estelionatário. Todas as providências administrativas e judiciais estão sendo tomadas", comunicou o hospital.

Em nota, a Polícia Civil de Minas confirmou que "instaurou inquérito policial para apurar o crime de estelionato". A investigação seguirá na delegacia do município, "e outros detalhes serão prestados em momento oportuno, para não atrapalhar os trabalhos investigativos". 

Leia mais:
Governo passa a exigir 'passaporte da vacina' ou quarentena para viajantes; entenda
Mais de 160 cidades mineiras estão sob alerta de tempestade; veja quais