Apesar do anúncio do fim da greve dos motoristas de ônibus de Belo Horizonte, nesta sexta-feira (3), a quantidade de ônibus circulando pela capital ainda não se normalizou. E usuários vão ter dificuldades na volta para a casa.

De acordo com a BHTrans, até às 16h desta sexta-feira, o número de viagens realizadas ficou abaixo do normal para o período. E em algumas estações, nem chegou ao mínimo de 60% determinado pela Justiça, durante a greve. A situação é pior na Estação do Barreiro, onde apenas 14% das viagens foram realizadas. Também a Diamante e aVenda Nova são muito afetadas. As demais linhas operam com 51% do total. Só as linhas das estações Vilarinho e São José registram movimento acima de 60%.

Segundo o presidente do Sindicado dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Belo Horizonte (STTR-BH), Paulo César Salomão, a normalização do serviço deve só ocorrer no sábado (4). Ele explicou que, apesar do acordo que determinou da suspensão do movimento grevista, o contato com os motoristas não é imediato, o que dificulta o retorno imediato da prestação do serviço. 

O presidente do STTR-BH estimou que entre 75% e 80% dos trabalhadores já foram notificados sobre o fim da greve.

Leia também:
Após acordo com empregadores, greve dos motoristas de ônibus chega ao fim em BH
Fim de semana será chuvoso em Belo Horizonte; veja a previsão