Os motoristas de ônibus de Belo Horizonte anunciaram que estão em estado de greve a partir desta quinta-feira (11). A aprovação foi feita durante uma assembleia realizada à tarde na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários da capital (STTRBH). O estado de greve é o situação em que os trabalhadores são legitimados pelo sindicato para convocar uma paralisação e, dessa forma, avisar governantes e a população.

De acordo com o STTRBH, os funcionários reivindicam aumento salarial, reajuste do ticket alimentação e melhoria do plano de saúde. 

Para deflagrar a greve, os motoristas dependem do resultado da próxima reunião com os donos das empresas de ônibus de BH, que será realizada no início da próxima semana. Ainda segundo o sindicato, caso os patrões não mudem a postura durante as negociações, principalmente com relação ao reajuste salarial, os motoristas disseram que vão paralisar as atividades.

Confira as reivindicações dos motoristas:

  • Reajuste salarial de 9% + INPC;
  • Ticket de alimentação de R$ 800,00;
  • Pagamento do Ticket no atestado;
  • Remoção do banco de horas;
  • Abono salarial 2019/2020;
  • Retirada da limitação do passe livre;
  • Manutenção do passe livre para o afastado;
  • Melhoria no plano de saúde.

Leia também
CPI da Covid rejeita relatório que indiciava infectologistas e aprova novo texto com Kalil como alvo
BH libera shows para público em pé e espaço que possibilite dança; confira regras