As forças de segurança pública de Minas Gerais receberão verba extra de R$ 50 milhões. A medida foi anunciada no Senado nesta quinta-feira (4) pelo diretor de assuntos técnicos e jurídicos do Senado, Alexandre Silveira (PSD), que representava o presidente da casa, Rodrigo Pacheco.

De acordo com Silveira, as polícias Civil e Militar irão receber R$ 20 milhões cada e o Corpo de Bombeiros, R$ 10 milhões. Os recursos já estão liberados pelo governo federal.

O anúncio foi feito em reunião no Senado com a presença do secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Rogério Greco; o chefe da Polícia Civil (PCMG), Joaquim Francisco Neto e Silva; o comandante-geral da Polícia Militar (PMMG), Coronel Rodrigo Sousa Rodrigues; e o comandante do Corpo de Bombeiros Militar (CBMMG), coronel Edgard Estevo da Silva.

Delegado de polícia de carreira, Alexandre Silveira falou sobre o papel dos recursos financeiros nas forças de segurança. “Cada reforço que é levado do ponto de vista orçamentário permite ao governo do Estado fortalecer as ações fins, por meio da compra de equipamentos, viaturas, mas também investir no material humano”.

Embora o repasse não tenha relação direta com a operação policial contra uma quadrilha em Varginha no último domingo (31/10), Silveira citou a ação durante a reunião. “Ninguém comemora 26 mortes que resultaram dessa ação, mas é preciso parabenizar as polícias, pois creio que evitaram um mal maior”, disse.

Leia mais:
Polícia apreende quase duas toneladas de maconha escondidas em caminhonetes no Triângulo Mineiro
Cocaína apreendia pela PRF na Grande BH tinha estampas da Puma, Pato Donald e bandeira de Israel