O Presidente da Câmara Municipal de Manhuaçu, na Zona da Mata, Cleber Benfica (PP), foi multado em R$ 17.608,20 pela Polícia Rodoviária Federal pela participação em um protesto na BR-262. Apesar de a notificação da multa ter chegado nesta semana, o caso aconteceu em fevereiro deste ano, quando manifestantes tomaram a via para protestar contra o número de buracos no trecho.

O vereador explica que a multa seria baseada no artigo 253-A do Código Brasileiro de Trânsito (CTB). O texto criminaliza o ato de “usar qualquer veículo para, deliberadamente, interromper, restringir ou perturbar a circulação na via sem autorização do órgão ou entidade de trânsito com circunscrição sobre ela”. Ele ainda teve o valor da infração multiplicado por 20.

Nas redes sociais, Cleber Benfica reafirmou que não organizou a manifestação e não usou automóvel para fechar a rodovia durante o ato. “Eu estava defendendo o grito popular na manifestação. O que mais me chama atenção é que estiveram presentes vários vereadores de Manhuaçu, prefeita, secretários, vereadores de cidades vizinhas, outras autoridades”, explicou.

O presidente da Câmara de Manhuaçu não viu ilegalidade no ato. Ele explicou que foram mais de 200 pessoas no local, mas não houve bloqueio da BR-262. “Fui multado em quase 20 mil reais por ter participado de uma ação popular, acompanhando um desejo popular, depois de uma audiência pública que aconteceu na Câmara Municipal. Porque o povo cobrou providências e colocaram a conta para eu pagar. Questiono: por que que foi somente eu? PRF esteve presente, Polícia Militar. Nada foi feito às escuras”, disse.

Cleber Benfica afirmou que vai recorrer da decisão.

Leia mais:
BH recebe nesta quinta-feira teste nacional do IBGE para o Censo 2022
Anvisa recebe novas ameaças por vacinação de crianças contra Covid-19