O movimento nos cemitérios da capital mineira é intenso neste Dia de Finados. Nesta terça-feira (2), estima-se que cerca de 60 mil pessoas passem pelas quatro necrópoles públicas da cidade, de acordo com a prefeitura. Devido à pandemia de Covid-19, medidas específicas para a circulação de visitantes e realização de cerimônias foram estipuladas.

Pela manhã, no Cemitério da Paz, no Caiçara, Noroeste da metrópole, havia fila de carros e pessoas na entrada. Apesar de proibida pelas regras anunciadas na semana passada, a venda de flores e velas ocorria normalmente do lado de fora. 

Já no do Bonfim, no bairro de mesmo nome, também na região, o movimento estava mais tranquilo. Nos dois locais, grupos fizeram apresentações cantando louvores.

Normas 

Quem quiser visitar os cemitérios da capital neste feriado não precisa fazer agendamento e a permanência nos locais não terá tempo determinado. Porém, as missas e celebrações seguem suspensas pela prefeitura e não serão realizadas dentro dos cemitérios. 

A Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica (FPMZB) recomendou que as famílias levem as próprias flores - somente serão permitidas as naturais - e garrafinhas de água, pois os bebedouros estarão operando apenas na função de reabastecimento, sem consumo direto no equipamento. Além disso, as medidas de saúde e segurança devem ser mantidas, incluindo o uso obrigatório de máscara, álcool em gel e distanciamento mínimo de dois metros.

Confira as fotos da movimentação nos cemitérios de Belo Horizonte no final da matéria.

Leia mais
Dia de Finados: pesquisa aponta que serviços funerários na Grande BH estão mais caros em 2021
Cemitérios da Grande BH determinam regras para visitação no Dia de Finados