A Polícia Civil de Minas Gerais identificou os corpos de três suspeitos que morreram durante a operação da Polícia Militar, feita no último domingo (31), em Varginha, na região Sul do Estado. Além deles, outras 23 pessoas supostamente envolvidas com um esquema de assalto a bancos foram baleados  durante a ação. 

De acordo com a corporação, os suspeitos que tiveram a identificação confirmada são de três lugares diferentes do Brasil. O primeiro, de 36 anos, era de Uberaba, no Triângulo Mineiro; o segundo, de 28 anos, de Porto Velho, em Rondônia, e o terceiro, de 33 anos, era de Novo Aripuanã, no Amazonas. Nenhum dos mortos estava com documentos e a identificação foi feita após coleta de material para exames de DNA.

As amostras coletadas dos 26 suspeitos serão inseridas no banco nacional de perfis genéticos. Assim, a perícia poderá apontar a eventual participação dos homens em outros crimes.

A Polícia Civil informou, ainda, que não consegue estimar um prazo para identificar todos os corpos. “A dificuldade técnica (na identificação) não se deve à condição do cadáver. Se deve ao fato de que as fichas dos suspeitos vêm de outros estados e ainda estão sendo levantadas”. 

Leia mais

O que é 'novo cangaço'? entenda o termo usado na ofensiva que deixou 26 mortos em Varginha
Comissão de Direitos Humanos da ALMG vai investigar operação com 26 mortos no Sul de Minas
Policia acredita que quadrilha tinha informante em Varginha para direcionar ataque