Agentes federais cumpriram mandados de busca e apreensão na casa de empresários suspeitos de envolvimento com a extração ilegal de minério de ferro na Região Metropolitana de Belo Horizonte nesta sexta-feira (29). Trata-se da terceira fase da operação "Abutres do Minério", que tem o maior número de ações executadas no município de Nova Lima.

De acordo com a PF, foram expedidos e cumpridos cinco mandados na casa dos investigados e em empresas onde funcionam peneiras de beneficiamento de minério. Outros locais que teriam recebido altas quantidades do produto também foram alvo de investigação. 

A Polícia Federal reforça que Nova Lima é um exemplo dos problemas ambientais e sociais causados pela atividade minerária ilegal, como a poluição do ar por causa da poeira levantada na movimentação de máquinas e caminhões.

A poluição sonora também foi destacada pela PF. Imóveis, ruas e praças próximas à BR-040 vêm sendo prejudicados pela ação das empresas, que agem durante a noite e a madrugada. Os criminosos usam o horário fora do pico para fugir de fiscalizações e bordagens policiais, promovendo barulho e sujeira em toda a região.

Os envolvidos são investigados por usurpação de matéria prima da União e extração de recursos minerais sem permissão, ambos são passíveis de multa, além de prisão por até cinco anos.

Leia mais:
Transmissão da Covid-19 em BH continua em nível de alerta amarelo
Feriado movimenta rodoviária de BH e estradas do Estado; confira dicas para quem vai viajar