Música da melhor qualidade, companheirismo entre os candidatos e uma grande torcida pelas redes sociais. Haja fôlego! Assim foi a primeira edição do “Voz de Minas”. O festival chegou ao fim na noite de quarta-feira (27), arrebatando milhares de espectadores e elegendo Junior Diaz como cantor-revelação.

Realizado pela Funorte e o programa Raquel Muniz/ D’elas, em parceria com o UniSantana, W Mano’s, Balé de Ítalo Quadros e Banda Impacto, o concurso teve como objetivo valorizar a produção musical do Estado, descobrindo novos talentos e promovendo a interação com o público. 

Voz de Minas Raquel Muniz

O festival chegou ao fim na noite de quarta-feira (27)

A final reuniu seis candidatos para um show na OAB: Vinni Martins, Junior Diaz, Hellen Fróes, Guto Rabello, Luiz Gustavo e Luana Lima fizeram apresentações memoráveis. 

O espaço recebeu convidados como o ex-secretário de Cultura, o médico e artista plástico Carlos Muniz; o multiartista nortemineiro Teo Azevedo, vencedor do Grammy Latino com o disco - “Salve Gonzagão, 100 anos”; a cantora de forró eletrônico Ana Gouveia; o digital influencer Thiago Guimarães, além de entusiastas e amantes da boa música. 

“Fico muito feliz em fazer parte desse projeto, que leva os artistas para muito mais além. Prepara de fato. Que artista não fica feliz, não é? Pelo Voz de Minas é possível descobrir novos talentos”, disse Ana Gouveia, ex-integrante da banda Calcinha Preta.

Com mais de um milhão de seguidores no Instagram, o digital influencer Thiago Guimarães levou humor ao evento. “Muitos comentários, interação nas redes sociais, anotações. O Voz de Minas movimentou o público em casa”, disse. 

Durante as apresentações, o alto nível dos competidores chamou a atenção da plateia presencial e de quem estava em casa. Os jurados Leila Britto, Lucílio Motta e Lucas Ribeiro acompanharam com atenção e orgulho cada performance.

A abertura ficou por conta da reitora da Funorte, Raquel Muniz, que cantou, interagiu com os candidatos e interpretou New York, New York, clássico eternizado na voz de Frank Sinatra. “A noite foi especial. Participar desse momento ímpar na vida desses jovens me deixa emocionada”, afirmou.

Após as apresentações dos seis finalistas, foi anunciado o grande vencedor: Junior Diaz, de 22 anos, natural de São Francisco. Desde os 3 anos ele mora em Montes Claros.

“Foi aqui que criei laços e comecei a escrever a minha história na música. Participar do Voz de Minas foi um desafio novo e estou muito feliz por ter vencido. Agradeço a minha família, aos meus amigos e a todos que acompanham o meu trabalho pela torcida e pelos votos que me garantiram a premiação. Estou realmente muito feliz e grato”, disse.

Junior Diaz recebeu como prêmio R$ 5 mil e a gravação, por parceiros do programa, de um videoclipe com música autoral, além de quatro horas de estúdio para gravação e uma bolsa integral para o curso a distância de Música do UniSant’Anna.

Raquel Muniz interpretou canção de Frank SinatraIdealizadora do festival, Raquel Muniz interpretou canção de Frank Sinatra

O segundo lugar foi garantido pelo cantor Vinni, que recebeu R$ 3 mil. “O Voz de Minas me mostrou que existem muitas pessoas que amam e vivem meu sonho junto comigo e isso não tem preço e nenhum prêmio poderia pagar. Estou super satisfeito com o resultado, que foi incrível! Nem acreditava que chegaria até aqui entre tantos cantores maravilhosos. Sou eternamente grato pela oportunidade e por tudo o que minha torcida fez por mim. Que venham mais conquistas para mim e para todos os outros participantes”.

Hellen Fróes garantiu o 3º lugar e recebeu de R$ 1 mil. “Estou muito feliz e grata a todos que abraçaram meu sonho, que acreditaram no meu potencial. O concurso ‘Voz de Minas’ despertou sonhos em toda nossa Minas Gerais. Isso me traz força para buscar a cada dia mais meus objetivos. Parabéns a toda equipe de Voz de Minas”.

Para o coordenador do curso de música do Unisant’Anna, parceiro do Voz de Minas, mais do que revelar talentos, o concurso despertou nos candidatos suas potencialidades.  “Mesmo os que não chegaram à final vão levar essa rica experiência para a vida profissional deles”, ressaltou o professor José de Carvalho.

Durante a premiação, a reitora Raquel Muniz falou da importância do concurso. “O Voz de Minas tem por objetivo não apenas revelar talentos, mas incentivá-los a seguirem seus sonhos, a acreditar que podem ser o que quiserem. Por isso, as bolsas de estudo. Por meio do curso de música eles poderão se aprimorar e seguir cantando e encantando, como fizeram no palco do Voz de Minas”. 

Raquel Muniz também destacou que o concurso é uma forma de levar entretenimento de qualidade às pessoas, ainda em isolamento, e uma homenagem aos artistas, fundamentais na pandemia.

Para o ano que vem, a reitora prometeu outra edição do “Voz de Minas”. “A edição de 2021 termina com o sentimento de orgulho em nossos corações. Que 2022 nos traga um Voz de Minas nacional”, disse.

Leia Mais:
Candidatos do Voz de Minas vão a São Paulo
Workshop vai preparar candidatos para o concurso Voz de Minas, do Centro Universitário Funorte

Festival 'Voz de Minas' alcança 250 inscrições e supera expectativas da produção