O número de mamografias para mulheres com idade entre 50 e 69 anos realizado na rede pública diminuiu 42% em 2020 na comparação com 2019. Os dados são de um levantamento publicado na Revista de Saúde Pública. A diferença deve significar algo em torno de 4,1 mil casos de câncer de mama não descobertos no ano passado, considerando estimativas da taxa de detecção da doença - em média são 5 casos confirmados para 1000 exames.

A pandemia foi apontada como a principal causa para que as mulheres deixassem de fazer esse exame, que é um dos principais para a detecção precoce de um nódulo na mama.  

A oncologista Nara Andrade, da Cetus Oncologia, conversa com a repórter Maria Amélia Ávila sobre a importância dos exames preventivos no diagnóstico de câncer, nesta segunda-feira (4), às 17h30.

A live será transmitida pelo Instagram do Hoje em Dia.

Leia Mais:
Hospital da Baleia faz mutirão de reconstrução mamária gratuito em homenagem ao Outubro Rosa
Minas recebe mais 690 mil doses das vacinas contra a Covid-19 da Pfizer e AstraZeneca nesta terça