Dois homens e uma mulher foram presos nessa segunda-feira (27) suspeitos de aplicar golpes na compra de carros de luxo em Belo Horizonte e na região metropolitana. De acordo com a Polícia Civil, o grupo teria causado prejuízo de R$ 600 mil para as concessionárias nos últimos quatro meses.

Segundo as investigações, trata-se de um grupo de ciganos que aplicava golpes em vários estados do Brasil. Para o delegado responsável pelo caso, Magno Machado, o trio era especializado nesse tipo de ação contra as empresas. 

“Por meio de documentos e contas bancárias falsas, eles alcançavam o crédito nas instituições financeiras, e com cartão de crédito efetuavam a compra de veículos de luxo. Posteriormente, realizam a venda do carro na região Nordeste do país”, explicou o delegado.

A investigação da PC ainda aponta que o prejuízo causado pela associação criminosa em todo o país ultrapassa os R$ 5 milhões. “As investigações prosseguem na tentativa de se efetuar a prisão dos demais integrantes do grupo”, concluiu Magno.

Leia mais:
BH começa vacinação de adolescentes nesta quarta-feira; confira calendário
Ministério da Saúde vai ampliar 3ª dose da vacina contra Covid para maiores de 60 anos no Brasil