Homem suspeito de matar uma mulher de 27 anos, e escondê-la nua dentro de um guarda-roupas da casa onde ela morava em Santos Dumont, na Zona da Mata, ainda não foi encontrado pela polícia. O caso aconteceu no sábado (25), e o suspeito é o ex-marido dela, de 31 anos.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima foi encontrada pelo irmão, que acionou também o SAMU. Ele contou que tinha ido ver a irmã mais cedo naquele dia, para ajudar na mudança dela com os filhos para outro bairro da cidade.

A mudança aconteceria justamente por conta do suspeito. O casal, segundo a PM, tinha terminado o relacionamento cerca de uma semana antes, mas o homem não aceitava a decisão. Vizinhos contaram aos militares que ele brigava frequentemente com a mulher e era usuário recorrente de drogas.

O casal tem um filho junto, de 10 anos. A PM afirma que a criança estava na casa da avó paterna no momento do crime. Na perícia, foi constatado que a vítima foi atingida por um objeto, e um machado encontrado na casa foi recolhido. 

Ainda de acordo com o irmão da vítima, um celular, uma televisão e um videogame foram levados da casa. O suspeito já era foragido da penitenciária de Juiz de Fora, que também fica na Zona da Mata. Ele tem várias passagens pela polícia.

Leia mais:
Após anúncio de aumento no diesel, tanqueiros ameaçam greve em Minas a qualquer momento
Minas pode ter chuvas intensas nos próximos dias; confira previsão