Moradores que receberiam a segunda dose da vacina AstraZeneca contra a Covid-19 nesta quarta (1º) e quinta-feiras (2) em Viçosa, na Zona da Mata, precisarão aguardar um pouco mais. A prefeitura informou, nessa terça, que a aplicação será adiada e iniciará a partir de sexta (3).

De acordo com o Setor de Atenção Primária em Imunizações, da Secretaria Municipal de Saúde, o motivo do adiamento é o atraso na chegada de remessa do imunizante. A pasta, no entanto, não informou o porquê da demora na chegada. A reportagem procurou o Executivo e o governo de Minas, e aguarda retornos.

Com a alteração, a aplicação da segunda dose será feita a partir de sexta, das 8h30 às 11h. Serão imunizados professores e profissionais de serviços de apoio de creches e pré-escola, com idades entre 40 e 59 anos, que foram vacinados com a primeira dose em 10 de junho com a AstraZeneca.

Já no período da tarde (13h30 às 16h), receberão o reforço do composto químico os homens de 18 a 29 anos com comorbidades e cidadãos com Benefício de Prestação Continuada (BPC), que foram inicialmente vacinados em 9 de junho. Também receberão a partir de sexta as pessoas com deficiência permanente sem o BPC, de 18 a 59 anos, imunizados em 10 de junho.

Conforme a prefeitura, a aplicação dos imunizantes será no Espaço Multiuso da Universidade Federal de Viçosa (UFV) - av. Peter Henry Rolfs, s/n - Campus Universitário. Não haverá drive-thru. O Executivo também explicou que, apesar dos problemas com a chegada de AstraZeneca, as aplicações dos demais imunológicos, previstas para esta semana, continuam mantidas.

Leia mais:
Mesmo após recuo, Ministério da Economia prevê crescimento do PIB no Brasil acima de 5% este ano
Com espetáculos presenciais, teatros municipais de BH reabrem em setembro; confira a programação
Hemominas inicia mobilização digital para aumentar doações de sangue no Estado