Um grupo de manifestantes participou de um protesto, neste domingo (15), contra a construção de um Rodoanel para a Região Metropolitana de Belo Horizonte. O ato ocorreu na Serra do Rola Moça, que é um dos trechos onde está previso que a estrada passará.

Segundo os manifestantes, a construção da rodovia irá comprometer o ecossistema e também a distribuição de água na RMBH, uma vez que poderá afetar as nascentes da região. Os manifestantes também mostram preocupação com os sítos arqueológicos, dentre outros impactos. 

O trecho, da alça sul, faria a ligação da rodovia BR-040, na altura de Brumadinho, com a rodovia Fernão dias (BR-381), na altura de Betim. Já o trecho da alça norte, conectaria a BR-040 e novamente a BR-381 na altura de Sabará e Caeté.

O projeto faz parte de um acordo bilionário entre o governo estadual e a Vale. Orçado em R$ 37 bilhões, o acordo seria uma forma de compensação da mineradora pelo rompimento da barragem do Córrego do Feijão, em Brumadinho, que matou 270 pessoas, sendo que 10 ainda não foram encontradas.