Dezenove pessoas foram presas por tráfico de drogas durante a Operação "Párvulo", na manhã desta terça-feira (10), em Belo Horizonte, Foz do Iguaçu (PR) e Imbituba (SC), além de três cidades capixabas - Vitória, Guarapari e Conceição da Barra. 

Ao todo, foram cumpridos 12 mandados de prisão preventiva, sete de prisão temporária e 20 de busca e apreensão em residências e empresas. Segundo a PF, o foco da ação é obter provas para desmantelar uma organização criminosa que pratica o comércio interestadual de entorpecentes.

Conforme a polícia, as investigações tiveram início ainda em 2020 a partir de um homem suspeito de comprar haxixe e drogas sintéticas em grande quantidade em Foz do Iguaçu e distribuí-las para traficantes em Guarapari e cidades vizinhas.

Com o avanço dos trabalhos, foi revelado um esquema mais amplo de tráfico, chegando aos outros estados. De acordo com a corporação, "diversas contas bancárias de 'laranjas' em Foz do Iguaçu eram utilizadas para comprar drogas e para receber os valores decorrentes de suas vendas".

Além disso, algumas das contas também eram utilizadas para a ocultar lucros dos investigados. Para a PF, ainda há indícios de lavagem de dinheiro em atividades como a compra e venda de veículos.

A operação contou com atuação de cerca de 100 policiais federais e apoio do Grupo de Operações com Cães da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Leia mais:
Disparada no preço de combustíveis ajuda a impulsionar mercado de carros seminovos
Troca de veículo 1.8 por 1.0 poderia gerar economia anual de quase R$ 900 no posto
Entenda o projeto de privatização dos Correios, que será analisado no Senado