Aniversários, casamentos e outros eventos sociais - ou seja, que não têm cunho comercial -  foram autorizados pela Prefeitura de Belo Horizonte nesta quinta-feira (1º). No entanto, existe uma série de regras para que eles possam acontecer. As novas determinações começam a valer no sábado (3).

De acordo com o presidente da Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte da (Belotur), Gilberto Castro, nessas festividades serão exigidos os testes de Covid-19, custeado pelo responsável pela comemoração, além do uso de máscaras. 

“Ao contrário dos outros, onde os testes são recomendados, estes serão obrigatórios. Para fazer, a pessoa precisa estar imunizada 100% ou com o teste PCR, com limite de 72h, ou o teste rápido que pode ser feito no dia”, explicou o dirigente.

Além disso, há um limite de 400 pessoas, já que, nesses locais, há alimentação e distribuição de bebidas. “Todos esses eventos estamos falando de pessoas sentadas, com mesas de até quatro pessoas, conforme já estamos tendo experiências em bares e restaurantes”, completou Gilberto.

Também há a necessidade do distanciamento entre o público presente, conforme estabelecido no protocolo sanitário da PBH. A administração municipal ainda precisa ser informada sobre o evento para que ocorra o monitoramento da atividade.

A Prefeitura de BH também destacou que, em caso de aumento nos índices epidemiológicos, em ritmo de queda atualmente, as regras podem ser revertidas.  

Mudanças

A nova flexibilização das atividades na capital mineira foi autorizada pela prefeitura após os índices que monitoram a pandemia caírem. Atualmente, a taxa de transmissão do coronavírus está em 0,89. Já a ocupação das UTIs Covid chegou a 65,1%, enquanto as enfermarias têm 49,1% das vagas em utilização.

Leia mais:

PBH libera eventos com até 600 pessoas; comércio poderá abrir aos domingos