Trinta e sete mil idosos e trabalhadores da saúde ainda não tomaram a segunda dose da CoronaVac em Belo Horizonte. Após o recebimento de nova remessa, a prefeitura voltou a convocar os grupos para o reforço. A capital também ampliou a aplicação a todas as grávidas sem comorbidade, independentemente do período gestacional. 

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), 380 mil pessoas foram imunizadas com o produto do Instituto Butantan. Para atingir os 90% de cobertura preconizada pelo Ministério da Saúde, é necessário vacinar mais 238 moradores. De acordo com o Executivo, os públicos pendentes já foram convocados anteriormente e as doses foram reservadas por cerca de 10 dias, mas precisaram ser utilizadas para não haver desperdício.
 
No momento da imunização, é necessário levar o comprovante de residência, cartão de vacina, identidade e CPF. O horário de aplicação será das 7h30 às 16h30, para postos fixos, e das 8h às 16h30 para pontos de drive-thru.

A partir desta segunda, também serão imunizadas todas as gestantes e puérperas sem comorbidades. Até então, apenas as belo-horizontinas no terceiro trimestre gestacional estavam aptas a receber a proteção. Esse grupo-prioritário só está autorizado a tomar doses da CoronaVac e Pfizer – foram entregues 7,6 mil unidades.

As grávidas devem mostrar prescrição médica e um documento que comprove o estado gestacional, como carteira de acompanhamento da gestante/pré-natal ou laudo médico. As puérperas precisam ter em mãos Declaração de Nascido Vivo (DNV), certidão de nascimento ou óbito do bebê. Os locais de vacinação para este público são exclusivos, e os endereços podem ser verificados no portal da PBH (clique aqui). 

Em nota, a Prefeitura de BH disse que esperava ampliar a vacinação por faixa etária e para lactantes. Porém, não será possível por conta do quantitativo disponibilizado ao município – 49 mil. “A Secretaria Municipal de Saúde aguarda uma nova remessa e reafirma a disponibilidade de pessoal e de todos os insumos necessários para a imediata continuidade do processo de vacinação”, disse no comunicado.

Leia mais:

Metade do público-alvo recebeu 1ª dose da vacina contra Covid em BH

Toda população adulta deverá receber vacina contra Covid até setembro, afirma ministro da Saúde