O Brasil confirmou 2.723 mortes por Covid-19 em 24 horas, o maior número de vidas perdidas desde 5 de maio, quando foram registradas 2.811 óbitos. Até o momento, conforme balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (9), 479.515 pessoas perderam a batalha para o novo coronavírus desde o início da pandemia, em março do ano passado - e ainda há outras 3.888 notificações sendo investigadas.

Já os diagnósticos positivos somaram 85.748 em um dia, elevando a quantidade de brasileiros infectados para 17.122.877. O país ainda tem 3.888 pacientes sob acompanhamento médico.

Ainda de acordo com o boletim, 15.596.816 pessoas se recuperaram da Covid-19. Isso corresponde a 91,1% do total dos infectados pelo vírus.

Estados

O ranking de estados com mais mortes pela doença é liderado por São Paulo (115.960). Em seguida vêm Rio de Janeiro (52.094), Minas Gerais (42 mil), Rio Grande do Sul (29.218) e Paraná (27.540).

Já na parte de baixo da lista, com menos vidas perdidas para a pandemia, estão Roraima (1.662), Acre (1.697), Amapá (1.741), Tocantins (2.971) e Alagoas (4.922).

Vacinação

Até o momento, foram enviadas a estados e municípios 109,2 milhões de doses de vacinas contra a covid-19. Deste total, foram aplicadas 70 milhões de doses, sendo 48,6 milhões da primeira dose e 21,3 milhões da segunda dose.

Leia Mais:
Relatório sobre perdas de vacinas contra a Covid-19 em Juiz de Fora aponta procedimentos inadequados
Taxa de transmissão do novo coronavírus e ocupação de UTI sobem em BH
Taxa de transmissão da Covid está ‘muito confortável’ em BH, diz secretário de Saúde