Um equipamento que mede a temperatura e registra a presença dos alunos e funcionários poderá ser instalado nas escolas municipais de Belo Horizonte. O aparelho já está em fase de testes em uma unidade de ensino. Segundo a prefeitura, a tecnologia também será avaliada em cemitérios municipais. No entanto, ainda não há data para a instalação definitiva.

De acordo com a PBH, a tecnologia está instalada na Escola Municipal de Educação Infantil Timbiras (Emei), no bairro Lourdes, região Centro-Sul da capital. O totem possui uma câmera térmica e outra de reconhecimento facial para identificação das pessoas. 

O equipamento tem a mesma função que os termômetros já utilizados nas instituições de ensino, porém, o dispositivo permite a verificação com uma velocidade maior e evita a necessidade de disponibilizar uma pessoa para a função. 

“Com o reconhecimento facial, além de aumentar a segurança nas instituições, é possível informar aos pais a entrada dos alunos na escola”, afirmou a administração, em nota. 

O aparelho foi cedido por 30 dias, por empréstimo, por um fornecedor, por meio de negociação com a Prodabel, Secretaria de Segurança Pública e Secretaria Municipal de Educação. “Não há custos para a prefeitura e também não há garantia de que o serviço desse fornecedor será contratado”, disse a gestão.

Leia mais:

Estudantes de 4 e 5 anos voltam às aulas presenciais em escolas de Santa Luzia, na Grande BH
Primeiro dia de vacinação para pessoas sem comorbidades tem movimento intenso em BH