Belo-horizontinos de 56 a 59 anos sem comorbidades começam a ser vacinados contra a Covid-19 na próxima semana. A aplicação das doses nesse grupo terá início na segunda-feira (7), com as pessoas de 59. De acordo com a prefeitura, a estimativa é imunizar 96 mil desse público, que deve ter a idade requerida completa até 30 de junho e ser morador da metrópole.

Ao longo da semana também serão protegidos motoristas e cobradores do transporte público, trabalhadores da limpeza urbana e metroferroviários. As pessoas que fazem parte desses três grupos precisam atuar na capital mineira. 

Os caminhoneiros também serão contemplados nesta fase e o cadastramento dessa categoria pode ser feito a partir deste sábado (5) até as 23h59 de segunda. 

Veja a programação:

  • Segunda-feira (7): 59 anos
  • Terça-feira (8): 58 anos
  • Quarta-feira (9): 57 anos
  • Quinta-feira (10): trabalhadores do transporte coletivo rodoviário de passageiros (motoristas e cobradores), da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e funcionários do transporte metroviário e ferroviário
  • Sexta-feira (11): 56 anos
  • Sábado (12): caminhoneiros cadastrados 

No momento da vacinação, as pessoas de 59 a 56 anos precisam apresentar comprovante de residência, documento de identificação com foto, além de não ter recebido vacina contra a Covid-19 ou qualquer outra vacina nos últimos 14 dias. A pessoa também não pode ter tido a doença nos últimos 30 dias.

Já os motoristas e cobradores; trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e trabalhadores de transporte metroferroviário deverão seguir as seguintes orientações:

- Ser trabalhador em atividade em BH;

- Apresentar documento de identificação com foto;

- Não ter recebido vacina contra a Covid-19;

- Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 14 dias;

- Não ter tido Covid-19 com início de sintomas nos últimos 30 dias. 

Além disso, o trabalhador precisa apresentar, no dia da imunização, um documento que comprove o vínculo com a empresa localizada no município. Os documentos exigidos são comprovante de pagamento (contracheque) emitido nos últimos três meses com especificação da função ou Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) com especificação da função, ou contrato de trabalho com especificação da função; ou declaração de vinculação ativa como trabalhador de alguma das categorias listadas em Belo Horizonte emitida pela empresa de transporte coletivo rodoviário de passageiros, de transporte coletivo rodoviário de passageiros, transporte metroferroviário ou empresa de limpeza urbana/manejo de resíduos sólidos.

Os locais de vacinação dos públicos ainda serão divulgados no portal da prefeitura. 

Em relação ao grupo prioritário de trabalhadores da indústria, a PBH informou que fez contato com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e aguarda o número de trabalhadores a serem imunizados, sendo os industriais o último grupo prioritário previsto no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação.