Autor de disparos contra duas mulheres, após uma briga de trânsito em outubro passado, no bairro Santo Antônio, em BH, o procurador de Justiça Bertoldo Mateus de Oliveira Filho foi denunciado pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG).

A denúncia foi feita pelo procurador-geral de Justiça Jarbas Soares Junior, que apontou os crimes de tentativa de homicídio (por motivo fútil e perigo comum), injúria, ameaça, desobediência e por conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool. 

De acordo com a denúncia, no dia 1º de outubro de 2020, por volta das 22h20, na rua Santo Antônio do Monte, Oliviera Filho efetuou disparos com arma de fogo, assumindo o risco de matar duas mulheres, o que somente não ocorreu por circunstâncias alheias a sua vontade.

Ele teria agido com dolo eventual, empregando meio do qual resultou perigo comum e por motivo fútil. 

A apuração dos fatos indica ainda que o denunciado conduziu veículo automotor com sua capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool; ofendeu a dignidade das vítimas, praticando injúria racial, e ameaçou causar-lhes mal injusto e grave, além de ter desobedecido a ordem legal de funcionários públicos e os ofendidos no exercício de suas funções. 

Agora cabe ao Poder Judiciário decidir sobre o recebimento da denúncia e seu prosseguimento como Ação Penal.

Leia também:
Após reunião com setor de eventos, PBH faz compromisso de criar protocolo para retorno gradual
Arquidiocese de BH distribui 200 marmitas a pessoas carentes nesta quinta-feira
Inscrições do Encceja para privados de liberdade terminam amanhã