Com a possibilidade de a Copa América no Brasil, após ser vetada na Colômbia e na Argentina por conta da pandemia de Covid-19, o governo de Minas Gerais afirmou não prudente a realização do campeonato na nação. A decisão final, conforme a União, deve ser anunciada nesta terça-feira (1º).

"Diante da possibilidade de uma terceira onda da pandemia em todo o país e da consequente necessidade de preservar o sistema de saúde, o Estado não considera prudente a realização de quaisquer eventos que envolvam aglomeração de pessoas. Neste momento, toda a população, mesmo a vacinada, precisa seguir as medidas de prevenção", informou em nota.

Ainda de acordo com o comunicado, os jogos atualmente realizados em Minas Gerais só são possíveis sem a presença de público. "A presença das delegações internacionais demandaria esquemas especiais de segurança e sanitários para evitar riscos de aglomeração ou contágio".

De acordo com a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), as datas de início e término do torneio estão confirmadas: 13 de junho a 10 de julho. As cidades-sedes e a tabela de jogos serão anunciadas "nas próximas horas".

Mas o Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, deve estar fora da listagem. Segundo a prefeitura, a capital "não está entre as sedes escolhidas para receber as partidas".

Leia Mais:
PBH repassa primeira parcela de R$ 6 milhões à UFMG para desenvolvimento de vacina contra a Covid
Distribuição de cestas básicas e kits de higiene será mantida em junho em BH
Brasil confirma 30.434 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas