Os três indicadores que monitoram a pandemia de Covid-19 em Belo Horizonte fecharam a semana em queda. Depois de três dias em 1,08, o número médio de transmissão por infectado (RT) caiu para 1,07. Os dados constam boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (28) pela prefeitura da capital.

Já a ocupação das terapias intensivas, tanto nas redes pública quanto particular da metrópole, está em 77,7% - índice que experimentou aumento nesta quinta (27) e estava em 79,2%. Houve certo alívio também nas vagas para enfermaria exclusivas para tratamento de pacientes infectados: 61,3% contra 64% no balanço anterior.

Apesar da queda, especialistas afirmam que é hora de cautela. No caso do RT, por exemplo, o ideal é que o índice fique abaixo de 1. A taxa atual indica que cada grupo de cem pessoas estão transmitindo o vírus para outras 107.

O alerta é reforçado com a circulação da nova cepa indiana no país. Em Minas Gerais, o primeiro caso foi confirmado, nesta quinta, em Juiz de Fora. Trata-se de um morador que chegou recentemente da Índia. Não há confirmações da variante em BH.

Ainda conforme o boletim, desde o início da pandemia, 204.663 moradores da metrópole testaram positivo para Covid, sendo que 5.079 não resistiram às complicações da doença e vieram a óbito. Atualmente, 6.960 pacientes seguem em acompnhamento médico.

Até o momento, 814.594 pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19 na capital e 375.477 tomaram as duas doses.

Leia Mais:
Com mais de 2,3 mil óbitos em apenas 24 horas, Brasil passa de 459 mil mortes por Covid
Barroso vai relatar ação contra medidas restritivas de três estados
Secretaria de Estado de Cultura acolhe pedido de tombamento da Serra do Curral