Mais de 120 medicamentos do kit intubação foram disponibilizados para 127 hospitais mineiros nesta sexta-feira (21), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Os insumos - fentanil, cisatracúrio e atracúrio - são essenciais para a sedação dos pacientes em tratamento contra a Covid-19, são distribuídos para 97 cidades encontram-se com níveis considerados de escassez dos remédios. 

Segundo o diretor de Medicamentos Básicos da pasta, Jans Bastos Izidoro, a situação dos estoques de sedativos no Estado ainda é crítica, apesar de observadas melhoras em relação a cenários anteriores. “A Secretaria alerta que o cenário ainda não é confortável e todas as medidas de gestão continuam a ser  executadas”, afirma. 

Ainda de acordo com a SES, não há registro da falta persistente de medicamentos para o kit intubação nas regiões de saúde que gere prejuízo à assistência. “É importante ressaltar que os estoques são muito dinâmicos, e a rede assistencial do Estado tem conseguido atender à demanda. Apesar de estoques restritos em muitas unidades, não há colapso instalado registrado em nenhuma”, pontua o diretor. 

A partir do monitoramento, o governo de Minas Gerais tem realizado a reposição de medicamentos de forma estratégica, mediante análise de dados, como fluxo de pacientes e disponibilidade de sedativos. Os hospitais também têm contato com a Rede Solidária, que permite o remanejamento de insumos entre as instituições que observam aumento no consumo de sedativos.

Confira a relação de medicamentos:

  • Cisatracúrio - 1.360
  • Fentanil - 95.250
  • Atracúrio: 23.525
  • Total: 120.135

Leia Mais:
Belo Horizonte fecha a semana com aumento nos três indicadores que monitoram a pandemia
Colégio Santo Agostinho suspende aulas presenciais após funcionária testar positivo para a Covid-19
União avalia produção de vacinas contra a Covid por fábricas de imunizantes para animais