A ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com a Covid-19 voltou a subir em Belo Horizonte e alcançou 79,9% nesta segunda-feira (17), ante 79,2% registrado na última sexta (14). O índice permanece no nível de alerta vermelho, o mais crítico.

Segundo o boletim epidemiológico e assistencial divulgado pela prefeitura, o mesmo ocorreu com as vagas ocupadas na enfermaria, que aumentaram de 56,9% para 57,7% e segue em nível amarelo de alerta.

Já a taxa de transmissão do coronavírus teve uma leve queda na capital mineira. O RT chegou a 1,02, o que significa que cada grupo de 100 pessoas transmite a Covid-19 a outras 102. Na sexta, a taxa estava em 1,03.

boletim BH

A cidade confirmou, até agora, 193.869 casos de Covid-19. No total, 4.722 pessoas morreram em decorrência da doença. Outros 7.382 permanecem em acompanhamento. 

Segundo o informe, 676.051  pessoas foram vacinadas com a primeira dose em Belo Horizonte, o que corresponde a 33,2% da população total do município. Com as duas doses, 297.369 pessoas foram imunizadas, o equivalente a 14,6% da população.

Segunda dose

E com a chegada de uma nova remessa dos imunizantes CoronaVac, com 65,2 mil doses, a Prefeitura de Belo Horizonte informou que vai aplicar a segunda dose em idosos de 65 e 66 anos, que estavam ansiosos para completar o esquema vacinal, a partir desta terça-feira. O que corresponde a cerca de 49 mil pessoas.

A imunização será dividida em dois dias:

  • Terça-feira (18): segunda dose de CoronaVac exclusivamente para idosos de 66 anos.
  • Quarta-feira (19): segunda dose de CoronaVac exclusivamente para idosos de 65 anos.

O horário de funcionamento será das 7h30 às 16h30 para pontos fixos e das 8h às 16h30 para pontos de drive-thru. Veja os endereços dos locais de vacinação.

Leia Mais:
Homens e idosos são principais vítimas de casos graves da Covid-19, aponta pesquisa
Abastecimento de água é interrompido em 17 bairros de BH para substituição de registro