Desde o início da vacinação contra a Covid-19 em Minas Gerais, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) já recebeu mais de 2.582 denúncias de possíveis irregularidades na imunização.

Conforme o órgão, os relatos envolvem casos de "fura-filas", pessoas que receberam as doses fora do grupo prioritário, extravio de insumos e compostos químicos, trabalhadores da saúde sendo preteridos na imunização, entre outras condutas ilegais.

Canais

Em Belo Horizonte, as denúncias de possíveis irregularidades podem ser feitas no site da PBH.

O governo de Minas também disponibiliza canais para realização das queixas na Ouvidoria-Geral do Estado, Disque-Saúde (136) e no MPMG.

Leia Mais:
Lewandowski permite Pazuello ficar em silêncio em depoimento na CPI
Matriz de Ouro Branco receberá R$ 1,3 milhão para obras de restauração