Após a polêmica sobre a possibilidade de realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 apenas no ano que vem, devido a falta "de tempo e de orçamento", o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova, afirmou, nesta sexta-feira (14), que está "engajado" para que haja aplicação ainda neste ano. A instituição, no entanto, não tem data prevista para a execução do vestibular.

Em nota, o Inep declarou que tem orçamento suficiente para realizar o Enem 2021 e que está concluindo o processo de planejamento e elaboração do cronograma da prova, o que inclui o atendimento aos requisitos sanitários para a garantia de "uma aplicação segura a todos os envolvidos, desde sua elaboração".

Ainda conforme o instituto, todas as informações sobre a prova serão publicadas nos editais, "assim que houver as definições necessárias".

"Não há, ainda, confirmação sobre a data de realização das etapas, com exceção do período para solicitação de isenção e justificativa de ausência. Esta fase está prevista em edital publicado separadamente, para facilitar a compreensão das regras específicas de gratuidade e evitar que haja problemas na homologação da inscrição dos interessados em realizar as provas", finalizou.

O caso

A polêmica teve início nessa quinta-feira (13), após o colunista Ancelmo Gois (O Globo) afirmar que o presidente do Inep, Danilo Dupas Ribeiro, teria confirmado a suspensão da prova neste ano a membros do Conselho Nacional de Educação (CNE), em reunião no mesmo dia.

A não realização da prova neste ano ganhou força após o Inep publicar, na terça-feira (11), uma portaria no Diário Oficial da União. Lá, constam metas para 2021 sem citar como será e quando será a aplicação do Enem. 

Se a definição for confirmada, será o segundo ano seguido em que a prova é realizada com atraso. O teste de 2020 foi aplicado somente em janeiro deste ano.

O Hoje em Dia também entrou em contato com o Ministério da Educação e com o CNE, mas não obteve retornos.

 

Leia abaixo a nota do Inep na íntegra:

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) reafirma que está concluindo o processo de planejamento e elaboração do cronograma de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 e engajado para que as provas sejam realizadas ainda neste ano. Para tanto, a Autarquia busca excelência no processo de planejamento, com o intuito de atender a todos os requisitos sanitários e garantir uma aplicação segura a todos os envolvidos, desde sua elaboração. O Instituto reafirma, ainda, que tem orçamento suficiente para realizar o Enem 2021.

O objetivo do Inep é garantir o acesso de estudantes à educação superior, por meio do acesso a programas e políticas que dependem dos resultados das provas. Todas as informações sobre o exame serão publicadas nos editais, assim que houver as definições necessárias. Não há, ainda, confirmação sobre a data de realização das etapas, com exceção do período para solicitação de isenção e justificativa de ausência. Esta fase está prevista em edital publicado separadamente, para facilitar a compreensão das regras específicas de gratuidade e evitar que haja problemas na homologação da inscrição dos interessados em realizar as provas.

Leia mais:
UFMG recebe mais de 4 mil calouros com programação on-line na próxima semana
Número de mortes de grávidas em 2021 já ultrapassa todo ano de 2020

Governo federal cria sala de situação para tratar a crise hídrica no país