O número médio da transmissão por infectado pela Covid-19, o chamado Rt, subiu pelo 3° dia consecutivo em Belo Horizonte, segundo dados do boletim epidemiológico e assistencial da prefeitura desta quarta-feira (12). 

Nesta terça-feira (11), o indicador estava em 0,99 e chegou a 1 hoje, voltando ao nível amarelo, considerado de alerta pelas autoridades de saúde. Desta forma, 100 pacientes infectados transmitem o vírus para outras 100 pessoas.

A taxa de ocupação das UTIs Covid também apresentou aumento na capital mineira e chegou a 76,9% - ontem, era de 74,7% - e segue no nível vermelho.

Por outro lado, a utilização das enfermarias destinadas ao tratamento do coronavírus registrou queda, saindo de 57,3% para 56,7%, mantendo-se no nível intermediário. 

Desde o início da pandemia, BH já computou 189.472 testes positivos e 4.622 vítimas da doença. Dos infectados, 177.482 se recuperaram da enfermidade e outros 7.386 seguem em acompanhamento médico.

BoletimDois dos três indicadores estão em nível de alerta em BH

Vacinação

Nesta quinta, a PBH também anunciou a ampliação da vacinação de pessoas com comorbidades. A partir de amanhã, moradores com deficiência permanente incluídas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), com 18 anos ou mais, e portadores de doenças crônicas, de 48 e 49 anos, receberão a proteção.

Na sexta-feira (14), é a vez daqueles com comorbidades de 42 a 47 anos, completados até 31 de maio. A aplicação será em postos fixos e extras, das 7h30 às 16h, e em pontos de drive-thru, das 8h às 16h. Clique aqui e confira os endereços. 

Segundo o levantamento da prefeitura, mais de 636 mil pessoas receberam a primeira dose do imunizante. Desse grupo, cerca de 276 mil já foram contempladas com o reforço.

Leia mais:

42 a 49 anos: PBH amplia a vacinação de pessoas com comorbidades a partir desta quinta-feira
Vacinação contra a Covid-19 das pessoas com comorbidades também será feita por drive-thru em BH
Minas registra mais 373 mortes e 9.764 casos de Covid-19 em 24 horas