A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) recomendou, nesta quarta-feira (12), a suspensão imediata da vacinação de gestantes contra a Covid-19 com o imunizante do laboratório Astrazeneca/Fiocruz em Minas Gerais.

"Os 853 municípios estão sendo oficialmente comunicados. A SES-MG esclarece ainda que não foram informados registros de eventos adversos com grávidas imunizadas com doses da vacina AstraZeneca no Estado", declarou a pasta estadual.

De acordo com o Estado, a decisão é baseada na orientação de interrupção imediata do uso da vacina contra a Covid-19, dada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nessa segunda-feira (10). Na ocasião, a Anvisa divulgou nota técnica, explicando que o Ministério da Saúde deveria seguir a bula do imunizante, documento que não prevê a aplicação da Astrazeneca em grávidas.

Logo após a manifestação da agência, diversas prefeituras mineiras anunciaram que paralisaram a aplicação das doses, já na terça-feira (11). Belo Horizonte informou que segue a imunização para esse público, no entanto, somente para grávidas com comorbidades e sem o uso da Astrazeneca.

Leia mais:
Caberá ao Congresso definir modelo de privatização da ECT, diz Faria
Estado e prefeituras de Contagem e BH assinam contrato de R$ 298 mi para obras na Tereza Cristina
Biblioteca Pública Estadual, em BH, receberá R$ 2 milhões em investimentos para revitalização