A Prefeitura de Belo Horizonte informou na noite desta terça-feira (11) que suspendeu a aplicação da vacina contra a Covid-19 em mulheres grávidas e puérperas acima de 40 anos sem comorbidades, programada para esta quarta-feira (12), por orientação do Ministério da Saúde. 

"Conforme cronograma anteriormente divulgado pela prefeitura, podem se vacinar, no momento, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto) com comorbidades a partir de 18 anos completos até 31 de maio. Para se vacinar, é necessário ter preenchido o cadastro no portal até o dia 3 de maio, até 23h59", diz o comunicado. 

Após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) orientar a suspensão da vacinação de gestantes com o imunizante Oxford/AstraZeneca, o Ministério da Saúde confirmou nesta terça a suspensão para este segmento e para puérperas com o imunizante da marca.

No caso das vacinas Coronavac e da Pfizer, o Ministério autoriza o uso apenas nos casos de mulheres com comorbidades. Aquelas que não apresentarem condições de saúde enquadradas nesta categoria não deverão ser imunizadas.

A determinação vale até que sejam concluídas as análises de um caso raro de morte de uma gestante de 35 anos por causa de um acidente vascular cerebral hemorrágico (AVC) que pode ter ligação com o uso da vacina AstraZeneca. O óbito ainda está em investigação e, segundo o governo federal, ainda não está comprovado que a vacinação tenha causado a complicação na gestante.

O secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Raphael Parente, explicou que a avaliação entre riscos e benefícios é comum em um processo de vacinação, ainda mais em um momento como o da pandemia, com novos imunizantes.

“Ainda não há estudos de alto nível de evidências. Mas a gente nota um aumento grande de óbitos [de gestantes]. Este cenário fez com que o PNI [Programa Nacional de Imunização] tenha decidido por unanimidade pelos estudos e cenário epidemiológico que o risco-benefício favorecia a imunização”, comentou o secretário.

Na capital mineira, os locais de vacinação podem ser consultados no site da PBH. 

Ainda de acordo com a prefeitura, a imunização de pessoas com comorbidades de 50, 51 e 52 anos completos até 31 de maio, seguirá normalmente o cronograma desta quarta.

Leia Mais:
Senado aprova caráter permanente do Pronampe
Cidades da Grande BH podem ser acionadas na Justiça sobre protocolo de volta às aulas
Polícia procura foragido da Justiça por lavagem de dinheiro em Minas Gerais