Uma terceira onda de casos de Covid-19 não é descartada em Minas. Durante coletiva na manhã desta sexta-feira (7), o secretário de Saúde, Fábio Baccheretti, informou que o Estado está preparado para novos picos da doença.

O representante da pasta não acredita, porém, que em um cenário tão agressivo quanto o do início deste ano, quando houve colapso no sistema de saúde, com fila de espera por internações e recordes de casos e mortes pelo coronavírus.

“Estamos muito atentos a essa possibilidade. Eu, pessoalmente, não acredito em uma terceira onda com um pico tão alto como vivenciamos agora, por conta do crescimento da vacinação. Mas acredito que possa sim ter um novo pico pelo comportamento da população. Todos estão muito cansados e estamos preparando o Estado para esse momento”, disse. 

Para encarar um possível novo aumento de casos e internações, o Estado realizou o pedido de novos “kits intubação”, além de financiamento de recursos aos hospitais para receber mais pacientes.

“Recebemos mais de 200 mil ampolas de kit intubação e vamos receber mais. Vamos nos preparar para ter estoque para aumento de pacientes e ocupação de leitos. Sobre o problema de oxigênio, soltamos uma opção de financiamentos para que os hospitais reformem suas unidades preparando para uma ocupação maior. O papel do Estado é estar preparado para uma terceira onda. Eu pessoalmente acredito que, se a população entender a necessidade desse comportamento e ao crescimento da vacinação, a gente não enfrente um problema tão grande”, avaliou.

Hoje, o Estado tem 150 pessoas aguardando na fila por um leito de UTI para Covid-19, menor número desde março, conforme informou o secretário. Ainda durante a coletiva, Fábio Baccheretti fez um apelo e pediu para que os mineiros não aglomerem no próximo domingo (9) de Dia das Mães.

“Estamos preparando o Estado para novos picos, mas lembrando para o domingo, dia das mães: ainda temos o vírus aí, temos que nos preocupar em não aglomerar, evitar o contato com vários grupos familiares porque estamos em um momento de virada. Então fica aqui um apelo do secretário de Saúde para que todos tenham consciência neste domingo, que não se aglomerem para que não tenhamos um novo pico em um momento tão crítico do Estado”, finalizou.

Pandemia em Minas

Até o momento, 35.424 pessoas já perderam a vida para a Covid-19 no Estado. Só nas últimas 24 horas, foram 259 novos óbitos. O levantamento desta sexta também atualizou o número de casos. Em apenas um dia, foram 7.685 notificações. Desde o início da pandemia, 1.404.219 mineiros foram contaminados.

Em relação à imunização, até o momento, Minas já vacinou 3.630.093 de pessoas com a primeira dose. Desse grupo, 1.866.488 receberem a segunda. 

Leia mais:
Professores serão vacinados contra a Covid-19 a partir de junho em Minas, afirma secretário de Saúde
Pessoas com comorbidades começam a ser vacinadas contra a Covid-19 nesta sexta em BH
Covid-19: Betim imuniza pessoas com comorbidades, grávidas e puérperas nesta sexta-feira