Após a volta às aulas presenciais para crianças de até 5 anos nas redes pública e privada em Belo Horizonte, a prefeitura informou, nesta quarta-feira (5), que a segunda fase da retomada - para alunos de 6 a 8 anos - dependerá da avaliação dos índices de monitoramento da pandemia de Covid-19, além dos resultados nessa primeira etapa.

O retorno em 3 de maio abrangeu estudantes das escolas municipais. Já os do ensino privado retomaram as atividades uma semana antes. Ao divulgar o protocolo de reinício dos estudos, a prefeitura explicou que o mesmo ocorreria em três fases, sendo a primeira para crianças de até 5 anos; a segunda para os de 6 e 8 anos; e a última para alunos de 9 a 14 anos.

"A mesma lógica se aplicará ao retorno das crianças e adolescentes da terceira fase. A secretaria municipal de Educação segue trabalhando nas adequações e organização necessárias para garantia dos protocolos sanitários definidos, de modo a viabilizar o retorno seguro para as fases seguintes, quando autorizado pelas autoridades", finalizou o texto. Veja aqui as principais regras para o retorno às aulas.

Nesta quarta-feira (5), representantes da PBH e do Comitê estão reunidos para discutir o avanço da pandemia e há possibilidade de divulgação de aumento na flexibilização do comércio.

Leia mais:
Minas se aproxima de 35 mil vidas perdidas pelo coronavírus; vídeo detalha a situação da pandemia
Vale oferece 70 vagas para pessoas com deficiência em Minas; veja como participar
Bolsonaro defende liberdade e cogita decreto de livre circulação