Alunos da educação infantil das escolas municipais de Belo Horizonte retomam às aulas presenciais a partir desta segunda-feira (3). O retorno inicialmente ocorre para crianças com idades entre 0 e 5 anos e será facultativo, ou seja, os pais poderão decidir o momento certo para que o estudante volte às atividades. Por isso, é preciso que a família tenha segurança antes de levar a criança à escola, é o que diz a Secretaria Municipal de Educação (Smed).

Em entrevista à rádio Itatiaia nesta manhã, a representante da pasta, Ângela Dalben, orientou que os responsáveis que ainda sentem “medo” aguardem para um retorno mais seguro.

“Esse é um retorno muito diferente daquilo que nós tínhamos antes dessa pandemia. É um retorno muito restrito. Mas a gente aconselha, por exemplo, aqueles pais que ainda têm medo de encaminhar seus filhos, que aguardem. Fiquem com as crianças em casa. Aqueles que estão confiantes, que visitaram a escola, que entenderam exatamente os protocolos, esses são nossos parceiros nessa primeira fase, sabendo que nós estamos com muito cuidado”, disse.

A secretária ainda garante que as escolas estão preparadas para receber os alunos e que cerca de R$ 14 milhões foram investidos para este retorno. “As escolas se prepararam. Aliás, com um ano aguardando esse momento, nós, por várias vezes ameaçamos o retorno e nos preparamos para ele. Agora, já com protocolos e tentando criar orientações especificas. Desde novembro do ano passado repassamos recursos para os caixas escolares para as escolas da rede própria e creches parceiras na esperança de fazermos obras e ampliarmos as janelas, para ventilação, além da compra de todos os equipamentos de segurança, como álcool em gel. Compramos muitas máscaras, tudo que foi definido. Foram R$ 14 milhões que investimos na compra de materiais”, avaliou.

Para retomar às atividades a partir de hoje, é preciso que as unidades de educação obedeçam às regras sanitárias, com espaçamento mínimo de dois metros entre as carteiras, alimentação dentro da sala de aula e professor exclusivo. Na semana passada, o executivo municipal definiu quais medidas as escolas devem seguir no retorno por cada bolha. Confira todos os detalhes aqui.

Leia mais:
Em meio a incertezas, alunos da educação infantil municipal de BH retomam atividades presenciais
PBH mantém retorno das aulas presenciais em Emei mesmo após registro de caso suspeito de Covid-19
Professores da rede municipal decidem manter a greve sanitária em Belo Horizonte