Até esta quinta-feira (28), 24 mil pessoas se vacinaram contra a gripe em Belo Horizonte, o que corresponde a apenas 11% do total de doses recebidas pela capital mineira para realizar a campanha de imunização.

A baixa adesão preocupa a Secretaria Municipal de Saúde, principalmente após o anúncio do retorno das aulas presenciais marcado para a próxima segunda-feira (5). “A vacina é segura e eficaz. Ela protege contra o vírus Influenza, que causa doença respiratória, muitas vezes, com quadros graves. Com a imunização, ocorre redução nas complicações e internações. Nesta etapa, estão sendo vacinadas as crianças e, no momento em que as aulas presenciais estão sendo retomadas, a vacinação é fundamental para garantir a proteção contra a gripe”, explica o subsecretário de Promoção e Vigilância à Saúde, Fabiano Pimenta.

Segundo a prefeitura, nesta primeira etapa da campanha estão sendo vacinadas crianças de seis meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas e trabalhadores da saúde que atuam em hospitais, Samu, UPAs e centros de saúde, totalizando 280 mil pessoas. A meta é vacinar 90% do público-alvo. 

Até o momento, o grupo com maior procura pela vacina é o formado por crianças de seis meses a 5 anos, com cerca de 12 mil imunizados. Na sequência estão os trabalhadores da saúde (6 mil), gestantes (5 mil) e puérperas (1,2 mil). 

A imunização é realizada nos centros de saúde, no horário de rotina das salas de vacina, com exceção das Unidades 24h. Os endereços dos centros de saúde e os horários estão disponíveis no portal da PBH. 

Quem tomou a vacina contra Covid-19 precisa respeitar um intervalo mínimo de 14 dias para tomar a dose contra a gripe.

Leia Mais:
Minas recebe mais 589 mil vacinas contra a Covid e vai ampliar campanha
Zema antecipa sanção ao auxílio único de R$ 500 a 1 milhão de famílias pobres do Estado