Pelo menos 360 escolas particulares de Belo Horizonte - 20% das instituições que atendem crianças de até 5 anos - ainda precisam de adaptações para a retomada segura do aprendizado presencial. Esses colégios só deverão receber alunos na semana que vem. Nesta segunda-feira (26), o ensino infantil foi retomado em creches e maternais da capital, após 13 meses suspenso devido à pandemia da Covid-19. 

"Muitos (donos de escola) falaram que não tiveram oportunidade de apresentar os protocolos às famílias, já que é um número grande de alunos", disse Zuleica Reis, presidente do Sindicato das Escolas Particulares de Minas Gerais (Sinep). Conforme o Censo Escolar de 2019, BH tem 1.815 escolas que atendem aproximadamente 10 mil estudantes desta faixa etária.

A retomada também é esperada pelo sindicato na Grande BH. Não há previsão de quando o aprendizado dentro das salas será iniciado na região metropolitana, mas reuniões para tratar do assunto vão ocorrer nos próximos dias com as prefeituras. Em alguns municípios, protocolos sanitários estão em elaboração. A expectativa é de que um modelo semelhante ao adotado na metrópole seja colocado em prática.

Retorno em BH

Segundo Zuleica Reis, a adesão das famílias à volta às aulas em Belo Horizonte foi de aproximadamente de 70%. “A nossa expectativa foi além do esperado. Quando foi realizada a abertura em outras cidades, como São Paulo e Rio, o índice de frequência era de 30% a 40%. Aqui em BH, não sei se devido ao tempo fechadas e à grande expectativa das famílias, a adesão foi maior”.

Na escola infantil Montessori, na Serra, na região Centro-Sul de BH, a maioria dos 70 alunos compareceu. “Noventa e oito por cento dos matriculados vieram. Eles se sentiram seguros com o retorno. O pessoal estava ansioso para que voltasse rápido”, contou Simone Oliveira, representante da instituição.

Ansiedade também marcava o retorno da Tic Tac Toe, escola bilíngue do Luxemburgo, na mesma região. Segundo a diretora Márcia Cristina Isidoro, todas as adaptações necessárias já estão em prática. “Temos turmas pequenas, com máximo de oito alunos. Estamos recebendo ligações de pessoas que querem rematricular os filhos”. No colégio, 14 dos 17 matriculados participaram das aulas nesse primeiro dia.

Situação semelhante no Instituto Infantil Reino Encantado, no bairro Santa Terezinha, na região da Pampulha. Conforme Joice Carreira, responsável pelo local, dos 25 alunos de até 5 anos no ano passado, a maior parte saiu. "O buraco foi enorme, mas estou confiante. Hoje matriculei uma criança e ontem recebi dois pais", disse.

Raio-X do ensino particular em BH

  • 926 creches/berçários (0 a 3 anos);
  • 889 escolas de educação infantil (4 a 5 anos);
  • 642 escolas de ensino fundamental;
  • 435 escolas de ensino fundamental exclusivas anos finais (6º ao 9º ano);
  • 266 escolas de ensino médio;
  • 37 mil professores;
  • 10 mil alunos de 0 a 5 anos;
  • 14 mil alunos do ensino fundamental;
  • 6 mil alunos do ensino médio

Fonte: Sinep, com base no Censo Escolar de 2019

Leia mais:
Comissão de avaliação da educação superior ratifica adiamento do Enade do ano passado
Procon entra com ação contra aumento de planos de saúde
Queiroga diz que doação espanhola de kits intubação para paciente grave da Covid está a caminho