A Prefeitura de Itajubá, no Sul de Minas, confirmou a presença de uma das mutações do novo coronavírus na cidade, a variante P.1, de Manaus (AM). A confirmação aconteceu após amostras do material serem encaminhadas para a realização de um estudo específico no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo (SP), em parceria com o Hospital de Clínicas do município.

O resultado mostrou mutações no material genético, confirmando a presença da cepa variante. Conforme informou a administração municipal, a confirmação da presença da variante, associada aos dados clínicos evidenciados pelos médicos do município, foi fator determinante para o aumento do número de casos de Covid-19 na cidade, em especial no mês de março deste ano, já que a cepa de Manaus está associada a uma maior taxa de transmissão, sendo cerca de 1,7 a 2,4 vezes mais transmissível que as cepas anteriores.

“O tempo de hospitalização dos pacientes e a alta do número de óbitos em Itajubá, índices semelhantes aos da capital do Amazonas, também chancelam o resultado do teste e reforçam a presença da nova variante”, disse a prefeitura em nota.

Diante da confirmação, município também solicitou ao Governo de Minas Gerais o sequenciamento do genoma completo do vírus SARS-CoV-2, mas ainda aguarda resposta.

Aleta da Prefeitura

Com a presença variante, a prefeitura da cidade alerta à população e pede para que os moradores redobrem os cuidados a fim de evitar a infecção pela nova cepa do coronavírus, especialmente por se tratar de uma variante ainda mais contagiosa e potencialmente perigosa.

“Atente-se aos cuidados: pratique o distanciamento social, use máscaras, evite tocar olhos e boca e higienize as mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%”, finalizou.

Leia mais:
Média de mortes por Covid-19 cai 19,5% no país em duas semanas
Aulas presenciais em escolas particulares de BH voltam nesta segunda; confira regras
Novo coronavírus já matou o dobro de grávidas em Minas só neste ano