Vinte e cinco hospitais mineiros que estão baixo estoque de sedativos para pacientes graves da Covid-19 vão receber um reforço. Mais de 133 mil medicamentos para o chamado 'kit intubação' serão entregues às unidades de saúde. Porém, mesmo com a nova remessa, a situação ainda é crítica. 

As informações foram dadas neste sábado (17) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). As instituições contempladas tinham estoque para apenas três dias ou, em alguns casos, menos ainda. A relação das unidades hospitalares que receberão os remédios, no entanto, não foi divulgada. 

Conforme a SES, o estoque "está em nível não recomendável" para o enfrentamento da pandemia, mesmo com a chegada desses insumos. A remessa é composta por midazolam, propofol e besilato de cisatracúrio.

O governo de Minas disse que parte dos medicamentos foi enviada pelo Ministério da Saúde (108.215 unidades). Também houve a aquisição, pelo Estado, de 25 mil unidades de midazolam.

Confira a relação de medicamentos:

Midazolam - 70.650

Propofol - 19.865

Besilato de cisatracúrio - 17.700

Midazolam - 25.000 (compra pelo Estado)

Total: 133.215