Trabalhadores da saúde de 43 e 49 anos começam a ser vacinados contra a Covid-19 nesta quinta-feira (15), em Belo Horizonte. Para receber a dose, o profissional precisa ter feito o cadastro no site da prefeitura.

A imunização desse público será realizada das 7h30 às 16h30, em pontos exclusivos. Os endereços estão disponíveis no portal da PBH

Veja os requisitos:

- Ser trabalhador da saúde em atividade em estabelecimentos de saúde de Belo Horizonte;

- Ter preenchido o cadastro para a vacinação de trabalhadores da saúde, de forma válida, até 23h59 de 9 de abril;

- Ter completado 43 anos ou mais até 30 de abril;

- Não ter recebido vacina contra a Covid-19;

- Não ter recebido qualquer outra vacina nos últimos 15 dias;

- Não ter tido Covid com início de sintomas nos últimos 30 dias.

No momento da vacinação, o trabalhador precisa apresentar os seguintes documentos: 

- Documento de identificação com foto;

- Registro no conselho profissional (para profissionais de saúde);

- Documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com serviço de saúde localizado em Belo Horizonte por meio da apresentação de Comprovante de pagamento (contracheque) emitido nos últimos 3 meses; ou Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) com especificação da função; ou Contrato de trabalho; ou Relatório do CNES; ou Declaração de Imposto sobre a Renda - Pessoa Física 2020 – ano-calendário 2019 ou  2021 – ano-calendário 2020, com a identificação da ocupação principal declarada; ou Declaração de vinculação ativa como trabalhador de saúde emitida pelo serviço de saúde.
 
Segundo a prefeitura, por orientações do Ministério da Saúde, trabalhadores dos demais estabelecimentos de serviços de interesse à saúde, como academias de ginástica, clubes, salão de beleza, clínica de estética, óticas, estúdios de tatuagem e estabelecimentos de saúde animal "não serão contemplados nos grupos prioritários elencados inicialmente para a vacinação". 

Leia Mais:
42% do comércio de BH não pagou os salários dos funcionários no último mês, diz Sindilojas
Medidas para frear Covid devem ser analisadas com cautela para evitar danos à população, diz médico