A Prefeitura de Betim informou, nessa sexta-feira (9), que vai ampliar a reserva de oxigênio utilizada pelo Centro de Cuidados Intensivos (Cecovid4) e pelo Hospital Regional do município. Para isso, será feita a troca do tanque de armazenamento, aumentando a capacidade de 5 mil para 15 mil litros.
 
Além de ampliar a reserva, a mudança vai reduzir a necessidade de reabastecimento, que era feito até quatro vezes na semana. A medida vai garantir maior segurança no fornecimento do oxigênio e evitar o acionamento do tanque reserva.
 
De acordo com o secretário adjunto de Saúde, Augusto Viana, a ampliação da reserva de oxigênio é de extrema importância, principalmente para o atendimento no Cecovid4.

“Com a ampliação dos leitos do Centro de Cuidados Intensivos e a crescente demanda por internação, temos que garantir o fornecimento de oxigênio para atendimento adequado aos pacientes com Covid-19”, afirmou.

Onda Roxa prorrogada

Ainda nessa sexta, o prefeito Vittorio Medioli anunciou a prorrogação do decreto que restringe o funcionamento de atividades consideradas não essenciais no município, acompanhando a Onda Roxa do Minas Consciente até o próximo dia 18. 

Conforme decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a prefeitura também suspende parcialmente a atividade de templos religiosos. Com isso, a partir de segunda-feira (12), a realização de cultos, missas, celebrações e atividades em grupo estão proibidas.

Leia mais:

Onda Roxa: Betim suspende cultos religiosos e prorroga restrições no comércio não essencial