Os corpos de dois idosos, de 65 e 63 anos, vítimas da Covid-19, foram trocados por uma funerária em Belo Horizonte, ocasionando em um erro no momento dos sepultamentos. Os pacientes eram um homem e uma mulher que estavam internados em hospitais da capital mineira. O equívoco, registrado na última quinta-feira (1º), foi confirmado pela Funerária Santa Casa.

A advogada Andreza Rosa, que representa a família da idosa Sandra Aparecida da Costa, informou que a mulher estava internada em um hospital particular e morreu na quinta-feira. O enterro chegou a ser realizado na ocasião, no Cemitério da Saudade, porém, o corpo velado era de um outro idoso.

Na sexta-feira (2), após a família do segundo paciente ser informada que ele já havia sido enterrado, foi realizada a exumação do corpo. “O sepultamento do idoso estava marcado para as 14h na data de ontem e, infelizmente, a família recebeu a notícia de que ele já havia sido enterrado no dia anterior.

O hospital particular tem um contrato de exclusividade com a funerária Santa Casa no procedimento do necrotério. Neste momento eles erraram e etiquetaram os corpos de forma errônea, então a funerária responsável por levar o corpo ao cemitério alegou que não tinha visibilidade nenhuma do corpo, no momento em que ele já estava ensacado”, disse a advogada.

Andreza informou, ainda, que o corpo da idosa está sendo velado na manhã deste sábado (3). “Provavelmente ainda serão tomadas as providências cabíveis judiciais. É uma dor irreparável e a família está totalmente desolada com tudo que aconteceu, para os filhos foi um momento muito traumático ao descobrir que haviam velado o corpo errado e que não conseguiram sequer passar por um dia de luto com tranquilidade. Eles não conseguiram realizar de forma correta os rituais fúnebres. Não há nada que possa justificar tamanho erro”, concluiu.

Por meio de nota, a Funerária Santa Casa lamentou o ocorrido e disse que o erro foi atribuído ao grande volume de serviços decorrente do aumento do número de óbitos registrados nos últimos dias, em razão do agravamento da pandemia de Covid-19. "Neste momento, nossos serviços estão sob profunda revisão dos processos para que, mesmo na vicissitude da pandemia, não volte a ocorrer situações como esta".

Leia mais:
Minas registra 320 óbitos por Covid em 24 horas e mortes pela doença passam de 25,5 mil
Vacinação contra a Covid-19 não será realizada neste sábado e domingo em BH
Mortes por Covid-19 chegam a 2.922 mil em 24 horas; no total, 328 mil pessoas perderam a vida