A Igreja de São Sebastião, localizada no bairro Barro Preto, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, anunciou, por meio das redes sociais, que as celebrações do Domingo de Páscoa (4) terão a presença física de fiéis. As solenidades serão realizadas em cinco horários diferentes, entre 7h e 19h, e contrariam o decreto da Prefeitura de BH que proíbe a celebração de missas e cultos com a presença de fiéis, como forma de tentar frear a transmissão do novo coronavírus. 

Em uma publicação feita no Instagram, a paróquia informa que não será necessário agendamento e que a presença será por ordem de chegada.

Essa não será a primeira vez que a Igreja de São Sebastião receberá fiéis mesmo após a suspensão de missas e cultos pela PBH. No último dia 21 de março, um domingo, uma celebração foi realizada com a presença do público. Na ocasião, em t o prefeito de BH, Alexandre Kalil, criticou a postura da paróquia e disse, no Twitter, que os evangélicos estariam em colaboração máxima, enquanto “a Igreja de São Sebastião faz isso ...”.

Desde o último dia 13 de março, missas, cultos e demais celebrações religiosas presenciais estão suspensas na capital mineira. Essa e outras medidas foram publicadas em decreto na ocasião. Os espaços religiosos apenas podem permanecer abertos, mas sem aglomerações. A Onda Roxa, a mais restritiva do programa Minas Consciente e que está em vigor desde o último dia 17 em todas as 853 cidades mineiras, também proíbe a realização de celebrações religiosas com a presença de fiéis.

O Hoje em Dia tentou contato com a paróquia por telefone, mas as ligações não foram atendidas. A reportagem também solicitou um posicionamento da Arquidiocese de BH, mas, até o momento da publicação desta matéria, não obteve retorno.

Em nota, a Prefeitura de Belo Horizonte esclareceu que a Igreja será notificada para que o culta não seja realizado, sob pena de aplicação das penalidades cabíveis. "

Conforme o DECRETO Nº 17.566,  cultos, missas e demais atividades religiosas de caráter coletivo estão suspensas por tempo indeterminado. É permitido que os espaços religiosos fiquem abertos, desde que adotadas as medidas sanitárias vigentes", diz o comunicado.

Leia mais:
Mortes por Covid-19 chegam a 2.922 mil em 24 horas; no total, 328 mil pessoas perderam a vida
CDL/BH pede à PBH que vacinação contra Covid-19 aconteça nos fins de semana
Com pandemia, celebrações da Páscoa têm adaptações ou restrições