Uma mulher, de 41 anos, foi presa neste domingo (28) por falsa comunicação de crime, em Belo Horizonte.

Segundo a polícia, a autora procurou os militares e relatou que havia sido roubada enquanto aguardava pelo transporte coletivo na rua São Paulo, no Centro da capital. Ela disse que foi abordada por um homem alto, negro e de máscara. Ele também usava uma blusa de frio vermelha, bermuda e chinelos.

Ainda de acordo com a mulher, ele teria se sentado ao lado dela no ponto de ônibus e, após dar "bom dia", sacou uma faca e pediu que ela entregasse o celular. Em seguida, fugiu levando o aparelho.

Os militares chegaram a fazer rastreamento pela região em busca do suspeito, mas quando solicitaram as imagens das câmeras do Olho Vivo, não foi constatado nenhum crime no local e horário informados.

Mesmo diante da constatação de que não houve nenhum roubo, ela continuou insistindo que era uma vítima e que havia perdido o aparelho novo, com seguro avaliado em R$ 9 mil. 

Ainda de acordo com a polícia, como a perda de aparelhos celulares não gera indenização por parte das empresas, muitas pessoas simulam os assaltos para fazer um boletim de ocorrência na tentativa de ser ressarcidas.

A suspeita recebeu voz de prisão por falsa comunicação de crime e encaminhada para a Central de Flagrantes do bairro Floresta, na região Leste de Belo Horizonte.