A ocupação dos leitos de UTI para pacientes com Covid-19 na rede privada de Belo Horizonte ultrapassou a marca dos 100% e pelo menos dez infectados aguardam vaga, segundo o boletim epidemiológico desta quarta-feira (17). 

Pelo segundo dia consecutivo, o município atingiu a maior taxa de ocupação de leitos em UTI para pacientes com Covid-19, desde o início da pandemia. O índice está em 96,6%, um aumento de mais de três pontos percentuais se comparado à véspera, que era de 93,4%. Dos 746 leitos para pacientes graves infectados pelo coronavírus restam apenas 25 em toda capital.  

Os três índices de monitoramento da pandemia continuam em alerta vermelho. A taxa de transmissão por infectado também alcançou número preocupante e chegou a 1,26. Isso significa que cada 100 pessoas contaminadas transmitem o vírus a outras 126, em média. Já o índice de ocupação de leitos em enfermaria está em 79,3%.

Boletim

No total, são 127.038 pessoas infectadas e 2.957 mortes por Covid-19 desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, 27 pessoas perderam a vida para a doença na capital mineira.

Vacinação

Conforme o boletim da prefeitura, 177.134 primeiras doses da vacina contra a Covid-19 foram aplicadas na cidade. Já as aplicações em segunda dose somam 77.207. Até o momento, a capital já distribuiu 301.751 doses de vacina às regionais, entre CoronaVac e AstraZeneca.